Seguidores do Blog SOS Rios do Brasil

30 de maio de 2011

Festa no Campeche - Florianópolis, SC

Eita povo que gosta de fazer festa/política/luta!
Viva o Campeche!
Viva o sul da ilha, que está cada dia mais afinado na Aliança Popular do Sul pela Natureza!
Todo mundo no Pacuca neste dia 05.

postado por Elaine Tavares em http://eteia.blogspot.com/2011/05/festa-no-campeche.html


BLOG SOS RIOS DO BRASIL


ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

WWF-Brasil lança publicação sobre importância ecológica da Mata Atlântica


No dia 27 de maio, Dia da Mata Atlântica, o WWF-Brasil presenteia o público com um profundo estudo técnico sobre a Mata Atlântica, intitulado "Visão da Biodiversidade da Ecorregião Serra do Mar".

O estudo é uma ferramenta que tem como objetivo orientar as ações de conservação, identificando áreas prioritárias que devem ser protegidas para preservar uma amostra representativa da biodiversidade da região.

A ecorregião Serra do Mar está inserida na região mais habitada e com os maiores índices de desenvolvimento do país. Isso faz com que ela receba uma forte pressão, agravada por seus limites abrangerem a região litorânea, densamente povoada. O resultado disso é o alto grau de degradação da Mata Atlântica, estando os seus remanescentes inseridos apenas em áreas protegidas ou em pequenos fragmentos isolados.

O objetivo da construção de uma visão de biodiversidade para a ecorregião foi o de produzir um documento com recomendações de como alterar a situação atual.

Dados deste estudo subsidiaram o processo de definição da área e de criação do Parque Estadual Restinga de Bertioga, em São Paulo, cujo decreto foi publicado em 10 de dezembro de 2010 no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

A Visão da Biodiversidade da Ecorregião Serra do Mar está disponível on line :

http://www.wwf.org.br/informacoes/bliblioteca/?28724/Visao-da-Biodiversidade-da-Ecorregiao-Serra-do-Mar

BLOG SOS RIOS DO BRASIL


ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

Deputados votam contra as futuras gerações - Francisco Roberto Caporal


Se você tem filhos pequenos ou adolescentes, se tem netos ou se ainda vai ter netos, saiba: os deputados federais acabam de decretar mais uma desgraça para eles. Acabam de votar CONTRA as futuras gerações.

A votação do Código Florestal, ontem à noite, na Câmara de Deputados, foi um ato contra o país e contra a maioria da sociedade. Esta votação foi a expressão mais profunda e triste da soma de ignorância, falta de visão de futuro com a defesa de interesses mesquinhos de uma minoria da população brasileira representada pela chamada “bancada ruralista” e pelo agronegócio.

A aprovação, por 410 votos contra 63, do texto elaborado pelo deputado Aldo Rebelo, do PCdoB, que atende aos interesses dos grandes produtores e dos latifundiários deste país, foi seguida da aprovação de uma emenda ainda mais absurda. Por 273 x 182 os “nobres” deputados e as deputadas escancararam as portas para mais descalabros ambientais, já que consolida as atividades hoje realizadas nas APPS – Áreas de Preservação Permanente. Ademais, inclui os estados no processo de regularização ambiental e, pior, mantém a anistia para todos que causaram desmatamentos até julho de 2008. A inclusão dos estados, foi uma decisão que chega a ser digna de risos. Quem sabe, suas excelências - que é o modo como eles se tratam em plenário, massageando seus egos – não conhecem seus próprios estados e as frágeis estruturas institucionais ligadas às questões ambientais, absolutamente sucateadas e/ou insuficientes na grande maioria dos 27 estados brasileiros, senão em todos, além de outros interesses nem sempre favoráveis ao meio ambiente que hoje em dia já são evidenciados em muitos lugares da nossa geografia.

Assisti pela televisão, estarrecido, ao debate de baixa qualidade que precedeu as votações. Argumentos estapafúrdios, sem lógica e sem nenhum rigor científico desfilavam de boca em boca. Da base do governo aos oposicionistas (se é que esta divisão ainda existe). Um festival de falta de vergonha na cara, recheado de hipocrisia e defesa aberta de interesses alheios à vontade da maioria dos eleitores. Sequer as recomendações da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, da Academia Brasileira de Ciências ou do Ministério Público Federal, foram observadas. Que dizer, então, das centenas de manifestações da sociedade civil organizada, ONGs, OCIPS, entidades da agricultura familiar e entidades científicas, entre elas a Associação Brasileira de Agroecologia. Nada disso serviu para a reflexão de suas excelências, que passaram olimpicamente das preocupações dos eleitores.

O Código aprovado por suas excelências, elimina a necessidade ambiental de manutenção da reserva legal em propriedades que tenham até 4 módulos fiscais (entre 20 e 400 hectares). O pior de tudo, é que, se mantidas com estão, as regras terão impactos futuros negativamente imprevisíveis. A redução (e a não recuperação) de áreas de florestas, vai repercutir na destruição definitiva de parte importante de nossa biodiversidade e, em muitos lugares, vai impactar as culturas e conhecimentos locais associados a ela. Ao mesmo tempo, ficando o Código como está, poderemos acelerar os já graves problemas de disponibilidade de água doce, além, é claro, de ampliarmos a contribuição brasileira para o aquecimento global e o cambio climático. Outra demonstração de falta de rigor científico é a parte do texto que permite compensar o desmatamento hoje registrado nas propriedades por reflorestamentos em outros biomas. Ora, suas excelências deveriam saber que os biomas são exatamente um recorte do meio ambiente com base, entre outras coisas, nas suas condições ecológicas diferenciadas. Recompor floresta em outro bioma, não recupera a biodiversidade perdida no bioma impactado e sequer as relações ecológicas necessárias e indispensáveis para a sustentabilidade, de modo que, como está o Código, vamos decretar definitivamente a perda de vida nos biomas que mais interessem ao capital, para seus processos produtivos baseados na monocultura e nos uso intensivo de agroquímicos.

Não bastasse, o que a câmara de deputados aprovou ontem mostra que manter a participação da produção agropecuária no PIB e assegurar a continuidade das exportações de commodities, é mais importante do que preservar os serviços ambientais ofertados pelas florestas. Não sei como os deputados e o governo, pensam em substituir os serviços ambientais que estão eliminando e que só as florestas nos podem garantir: “como a produção de água, a regulação dos ciclos das chuvas e dos recursos hídricos, a proteção da biodiversidade, a polinização, a reprodução de muitas espécies, o equilíbrio das cadeias tróficas, o controle do assoreamento dos rios e barragens e o equilíbrio do clima” – que são alguns dos sustentáculos básicos da vida neste planeta. Por certo não será com suas capacidades criativas e inventivas. Sequer com suas pesquisas científicas.

Ontem, assistimos a uma triste votação, contra as futuras gerações. Os resultados estarão presentes logo, mas os maiores impactos serão sentidos pelos nossos filhos e netos. Por isto, anote o voto do deputado federal em quem você confiou nas últimas eleições, para não esquecer nas próximas. E cuidado! Se ele está entre os 410 ou entre os 273, não esqueça de lembrá-lo agora ou no futuro, que sustentabilidade depende de uma solidariedade sincrônica (entre as atuais gerações) e diacrônica (das atuais para com as futuras gerações), logo, quem votou a favor está negando não só a solidariedade, mas as possibilidades de um futuro mais sustentável e, portanto, a qualidade de vida dos que estarão aqui, nesta terra, daqui a algum tempo.

Não estou entre os que acham que o governo teve uma derrota. A posição do governo (lembrem-se que Aldo Rebelo era ou é da base, já nem sei) foi sempre ambígua, medrosa. Temente aos interesses do agronegócio, como o diabo tem medo da cruz. Este temor desmesurado é a mesma razão pela qual os governos não levam a votação os índices de produtividade da terra, que poderia ser um bom caminho para substituir a concentração da terra, a erosão ambiental e a exclusão social por uma reforma agrária profunda e sustentável.

Esta votação foi, na verdade, uma derrota não do governo, mas da sociedade, dos ambientalistas e de todos os que buscaram racionalidade científica na orientação do encaminhamento desta questão. Uma pena, o que aconteceu. Mas ainda há a esperança na votação que ocorrerá no senado. Se é que naquela casa ainda resta um pouco de lucidez quanto à questão ambiental. Não vamos desistir da luta, pois dela dependem as futuras gerações. Vamos conclamar a todos os cidadãos e cidadãs de bom senso, para que somem forças e pressionem os senadores e o governo federal no sentido de que suas posições se desatrelem dos interesses da minoria e passem a representar o interesse geral da nação.




_________

* O Autor é Engenheiro Agrônomo. Doutor em Agroecologia pelo Instituto de Sociología y Estudios Campesinos da Universidade de Cordoba-ES; Professor da UFRPE e Presidente da Associação Brasileira de Agroecologia.
P.S.: Dedico este texto a Laila e Leonardo. Cam
aragibe, 25 de maio de 2011.

FONASC-CBH

http://www.fonasc-cbh.org.br/




BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

DIA MUNDIAL SEM TABACO - 31 DE MAIO



31 de maio: Dia Mundial sem Tabaco

"Tabaco: mortal em todas as suas formas e disfarces”. Esse é o tema deste ano da campanha do Dia Mundial sem Tabaco, comemorado nesta quarta-feira (31/5). A campanha, que será desenvolvida nos 192 países-membros da Organização Mundial da Saúde (OMS), visa chamar a atenção da população para o fato de que os produtos derivados do tabaco são igualmente prejudiciais à saúde. O foco do tema escolhido para 2006 é a regulamentação desses produtos.

O “Dia Mundial Sem Tabaco”, instituído pela OMS em 1987, veio consolidar os substanciais avanços alcançados durante a década de 80 na área de políticas públicas e campanhas voltadas para a prevenção e o combate ao fumo. Seus objetivos principais são conscientizar a população quanto aos graves problemas de saúde causados pelo tabaco e estimular a reflexão em torno das leis de regulamentação da produção, da propaganda e do consumo.

No Brasil, um dos países mais avançados na área de regulação de produtos do tabaco, a data é comemorada desde 1989. Entidades como hospitais, universidades e a Anvisa colaboram com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) do Ministério da Saúde (MS) que, juntamente com as coordenações do Programa Nacional de Controle do Tabagismo, leva as ações de combate ao uso do tabaco a todo o país. Dos cerca de 1,25 bilhões de fumantes no mundo, mais de 30 milhões são brasileiros.

Entre as medidas tomadas até o momento no país destacam-se, entre outras: a fixação dos limites máximos dos teores de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono nos cigarros comercializados; a proibição do uso de descritores de produtos como light, ultra light, suave, baixos teores, etc; a proibição da propaganda dos produtos derivados do tabaco na mídia falada, escrita e eletrônica; e a inclusão de imagens e mensagens de advertência sobre os malefícios do fumo nos maços dos produtos derivados do tabaco.

Brasília
Na capital federal, o Dia Mundial sem Tabaco será marcado pelo lançamento do programa “Ministério da Saúde Livre do Tabaco”, que conta com o apoio da Anvisa. Entre as atividades previstas, haverá uma caminhada da Catedral Metropolitana de Brasília até o prédio do Ministério da Saúde e serão realizados exames para prevenção do câncer bucal, medição da pressão arterial, glicemia e colesterol.

Confira a programação (PDF) completa do evento.

Informação: Assessoria de Imprensa da Anvisa




SAIBA MAIS

Veja este educativo vídeo e tire suas conclusões!

video






SINTO-ME MUITO FELIZ DE NÃO SER FUMANTE, NÃO SOMENTE PELO ASPECTO ÓBVIO DE SAÚDE, MAS POR OUTROS, TAIS COMO, ESPIRITUALIDADE, ENERGIA QUE SE ALTERA COM QQ TIPO DE VÍCIO....ENFIM O DESEQUILÍBRIO FÍSICO-ESPIRITUAL. 


MAS NEM POR ISSO, FICO "BUZINANDO" NO OUVIDO DOS FUMANTES, ACHO QUE CADA UM TEM SEU MOMENTO DE DECISÃO, DE CONSCIENTIZAÇÃO DAQUILO QUE NÃO É LEGAL PARA SI MESMO. ALÉM DO QUE, FALAR (PRINCIPALMENTE OS QUE NUNCA FUMARAM), É MUITO FÁCIL! 


TODOS NÓS TEMOS COISAS QUE DEVERÍAMOS MUDAR PARA O NOSSO PRÓPRIO BEM, ASSIM COMO, PARA AQUELES QUE ESTÃO EM NOSSA VOLTA, E TENTAMOS, TENTAMOS E ÀS VEZES CONSEGUIMOS OUTRAS NÃO. E SEMPRE TEM UM "CHATÃO" QUE VEM COM FRASES FEITAS TE APORRINHAR....E GERALMENTE O "CLIC" NOS DÁ, DA FORMA MAIS SUTIL....

 "O QUE FAZEMOS COM O NOSSO TEMPLO, O CORPO FÍSICO QUE DEUS NOS DEU, COM AS COISAS QUE  O MUNDO NOS OFERECE?"  
 
ISSO VALE, NÃO SOMENTE PARA CIGARROS, MAS TODO O RESTO - ALIMENTAÇÃO, INCLUINDO BEBIDAS, O ENVENENAMENTO QUE SE FAZ NO ORGANISMO NUM MOMENTO DE RAIVA, DE MELANCOLIA....DE SENTIMENTOS ENFIM RUINS.....QUE POR MUITAS VEZES NÃO CONSEGUIMOS ADMINISTRAR...
    
TOMARA QUE NESSE MOMENTO VC ESTEJA ABERTO A ESSAS "CUTUCADAS" QUE A VIDA MAIS UMA VEZ INSISTI EM NOS DAR, ESSE E-MAIL É APENAS UMA DELAS.



ENVIADO PELO COLABORADOR ARQUITETO MITSUO OKIDO
CHEFE DO GRUPO DE ESCOTEIROS OYAGUARA - CAMPOS DO JORDÃO (SP)


LEIA MAIS:



TABAGISMO - MAL QUE ASSOLA O PAÍS


CONHEÇA A ADESFA S S O C I A Ç Ã O   D E   D E F E S A   D A   S A Ú D E   D O   F U M A N T E  - Criada pelo advogado Dr. Mário Albanese


CONVITE

É com imenso prazer que a Secretaria Municipal de Participação e Parceria,
COMUDA, CDR  e o Gabinete do Vereador Gilberto Natalini convidam  para um
evento muito importante que abordará o seguinte tema: "Drogas no Dia a
Dia"



Assuntos como diagnóstico e tratamento do abuso e dependência serão
discutidos por especialistas convidados


 Data: 31/05/2011
 Horário: 14:00h.
 Local: Câmara Municipal de São Paulo - Viaduto Jacareí, 100 - Sala: Sérgio
 Vieira de Mello - 1º subsolo 

 
Confirme sua presença:
 Telefone: (11) 3113-9646/50
 E-mail: 
comuda@prefeitura.sp.gov.br 
   
José Florentino
 Presidente do COMUDA 
 
Dr. Luiz alberto Chaves de Oliveira
 Coordenador de Atenção às Drogas



Olá pessoal,
este Seminário passou a ter enorme importância para os destinos do enquadramento legal do tabagismo face ao julgamento ocorrido pelo Tribunal de Justiça.


O nosso querido
Mário Albanese, Presidente da ADESF estará prsente para incentivar os interessados em conhecer a verdade sobre o tabagismo.
Grande abraço a todos, Participem,
Tadeu Tortoro - SP


BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

29 de maio de 2011

SOS ÁGUA E ESGOTOS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS




Rede de esgoto vaza e danifica ruas em Corumbá Midiamax Somos o poder concedente dos serviços de água e esgoto e não podemos nos omitir", afirmou Ricardo Ametlla a este Diário. O gerente regional da Sanesul, Sérgio Philbois, explicou ao Diário que todo o problema será solucionado com a conclusão das obras ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Cidades >> Saneago prepara estadualização da água em Rio Quente TÔSABENDO.COM O primeiro passo para a estadualização dos serviços de água e esgoto em Rio Quente foi dado na tarde desta ontem, durante reunião entre o presidente da Saneago, Nilson Freire, o prefeito da cidade, Ênio Eurípedes da Cunha, eo vice-prefeito, ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Manutenção pode deixar 16 bairros sem água na segunda Folha da Região O Daea (Departamento de Água e Esgoto de Araçatuba) anunciou hoje que poderá faltar água para os moradores dos 16 bairros abastecidos pelo reservatório do jardim Juçara em função de trabalhos que serão realizados pela CPFL Paulista nesta segunda-feira, ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Sabesp faz limpeza para eliminar água barrenta Diário do Grande ABC Segundo moradores, a solução encontrada pela Sabesp foi a mesma usada pelo Departamento deÁgua e Esgoto, responsável pelo fornecimento até 2003, quando era feita a abertura periódica de um registro para a saída da água suja, medida que também ajudava ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Saerb começa programa Água 24 horas no Calafate O Rio Branco O Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) iniciou esta semana o processo de implantação do programa Água 24 Horas no bairro do Calafate. Neste primeira fase, agentes sociais da autarquia visitam as residências informando sobre as medidas que ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Falha em instalação de adutora deixa 40% da população sem água EPTV De acordo com o Departamento de Água e Esgoto (DAE), o problema ocorreu após a instalação de um novo barrilhete das bombas e as interligações de uma adutora, na rede de captação do rio Atibaia. No primeiro teste, um dos poços rompeu, o que obrigou uma ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Governo vai agilizar a licitação da água GAZ A Prefeitura de Santa Cruz do Sul divulgou nota no fim da tarde desta quinta-feira, 26, informando que vai agilizar a licitação dos serviços de água e esgoto na cidade pelos próximos 30 anos. O processo estava parado devido a uma decisão judicial ... Veja todos os artigos sobre este tópico »
Inauguração de nova ETE sinaliza à polêmica Jornal Cidade - Rio Claro A Prefeitura Municipal eo Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), junto com a Foz do Brasil, convidam a imprensa para a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Jardim Conduta. De acordo com o convite, a nova estação, ... Veja todos os artigos sobre este tópico »

Reclame Aqui > DAE - Departamento de Água e Esgoto DE SUMARE ... FALTA DE AGUÁ DAE - Departamento de Água e Esgoto DE SUMARE · desligamento da água sem aviso prévio. DAE - Departamento de Água e Esgoto DE SUMARE ... www.reclameaqui.com.br/1330608/dae...e.../falta-de-agua/
orkut - Companhia de água e esgoto COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO!!! Olá, venho passando por um problema que virou uma bola de neve e agora não sei qual a solução, Pois em minha cidade eu pagava ... www.orkut.com.br/CommMsgs?cmm=27615&tid...start...
Concurso - COMUSA - Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo ... Site de informações sobre concursos públicos e de apoio ao concursando. Oferece editais, gabaritos, resultados, convocações, notícias em primeira mão, ... www.balcaodeconcursos.com.br/concursos/...e.../4677/

BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

RIO +20 CORRE RISCO DE SER UM FRACASSO, DIZ BUARQUE


Rio+20 corre risco de ser um fracasso, diz Cristovam Buarque



O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), disse ontem que a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que acontece em junho de 2012, 20 anos após a Eco-92, também no Rio, corre o risco de ser um fracasso.

A reportagem é de Rodrigo Russo e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 28-05-2011.

Presidente da Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20, Buarqueaponta a falta de representatividade como principal problema da conferência.

"Duvido que o presidente Barack Obama compareça à reunião, deixando de lado as eleições que disputará ao fim do ano que vem", disse. O senador falou que o fato de o evento não ser coordenado por Ban ki-moon, secretário-geral da ONU, mas pelo subsecretário-geral e diretor-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Achim Steiner, dá mostras de que o encontro não é uma prioridade da organização.

"Falta alguém como o Maurice Strong", disse Buarque, em referência ao canadense que coordenou a Eco-92, mas que não ocupava o posto de secretário-geral da ONU - à época, comandada por Boutros Boutros-Ghali.

Durante seu discurso na 23 Conferência da Academia da Latinidade, em que previa falar sobre educação, mas preferiu discutir a primavera árabe e o que chamou de "outono europeu", Buarque disse que os políticos estão preocupados com os problemas locais."Os problemas da presidente do Brasil são os problemas do país".

Outro dificuldade da Rio+20, segundo o senador, é a ausência de propostas.

"Está claro que o casamento entre democracia política, justiça social e crescimento econômico não se sustenta mais", disse, citando a ecologia como limite ao consumo da sociedade.

Para Buarque, o encontro deveria se concentrar em debater como eliminar a pobreza sem depender de crescimento econômico.

Ao fim de sua fala na reunião da Academia da Latinidade, que se encerra hoje, Buarqueexortou os intelectuais a um novo encontro no ano que vem, no Rio de Janeiro, uma semana antes da Rio+20: "Ninguém vai levar em conta, mas, pelo menos, falaremos, cumpriremos nossa obrigação".


BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

BELO MONTE GASTARÁ UM BELO MONTE DE JUROS DE EMPRÉSTIMOS


Belo Monte gastará mais com juros do que com preservação


A empresa que construirá a usina de Belo Monte gastará mais com os juros de empréstimos do que com as ações para suavizar os impactos socioambientais da obra no rio Xingu (PA).

A reportagem é de João Carlos Magalhães e publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, 28-05-2011.

A informação consta em um orçamento, enviado em março deste ano pela Nesa (Norte Energia S.A.), empreendedora da hidrelétrica, ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

De acordo com o documento, a Nesa prevê pagar R$ 3,8 bilhões de juros durante a construção.
Dos R$ 27,4 bilhões que a usina custará no total, dado citado no orçamento, ao menos R$ 20 bilhões devem vir de empréstimos conseguidos junto ao BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social).

O dinheiro será liberado após a empresa conseguir junto ao Ibama a chamada licença de instalação, que autoriza o início da obra.

Esse custo financeiro é mais de R$ 100 milhões superior aos R$ 3,7 bilhões que a empresa afirma prever gastar com "terrenos, relocações e ações socioambientais".

Na descrição da conta, há definições abrangentes sobre as ações em que o montante será investido.

GASTOS PREVISTOS

O maior gasto único nesse campo, de R$ 1,4 bilhão, é com um conjunto de ações chamado "meio socioeconômico cultural".

Ele aglomera desde os gastos com "comunidades indígenas e/ou outros grupos étnicos", de R$ 112,5 milhões, até "apoio aos municípios", de R$ 745,8 milhões.

Dentro dos R$ 3,7 bilhões a Nesa inclui também custos com a aquisição de áreas para a construção de canteiros, a criação do reservatório e os gastos com as relocações de estradas e ferrovias.

A Folha perguntou à Nesa como essas últimas ações se relacionam à recuperação dos danos ao ambiente, motivo primordial das críticas à usina. A empresa disse que não comentaria.

Para o Ministério Público Federal no Pará, que contesta a hidrelétrica na Justiça, o problema do documento é que ele é genérico e não explica como esses gastos vão ocorrer ao longo do tempo.

Essa indefinição, segundo a Procuradoria, é mais grave diante da expectativa de que a licença seja concedida nas próximas semanas.

Nesta semana, os procuradores voltaram a recomendar que não seja autorizado o início da obra antes que as condições impostas pelo próprio Ibama estejam cumpridas.

INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS

BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

ESTUDO DE UNIVERSIDADES AMERICANAS DIZ QUE A LUA PODERÁ TER TANTA ÁGUA QUANTO A TERRA


Interior da Lua pode conter tanta água quanto o da Terra, revela estudo

O interior da Lua poderia ter muito mais água do que o imaginado, talvez tanta quanto o da Terra, uma descoberta que lança dúvidas sobre a formação do satélite, revela um estudo divulgado nesta quinta-feira (26) nos Estados Unidos no site da revista

Durante muito tempo acreditou-se que a Lua fosse um local seco e poeirento até que, há poucos anos, descobriu-se água pela primeira vez.

Agora, cientistas da Universidade Case Western Reserve, do Instituto Carnegie para a Ciência, e a Universidade Brown acreditam que no interior da Lua haja 100 vezes mais água do que o que se pensava inicialmente.

As descobertas foram feitas com o uso de um instrumento de precisão, chamado NanoSIMS 50L – um microanalisador de íons – para examinar o magma lunar ou pequenas quantidades de rocha derretida coletada pela Apollo 17, a última missão americana à Lua, em 1972.

“Estas amostras são a melhor janela que temos para (calcular) a quantidade de água no interior da Lua”, disse James Van Orman, coautor do estudo e professor de ciências geológicas da Case Western Reserve. “O interior parece ser bastante similar no interior da Terra, razão pela qual sabemos sobre a abundância de água.”

A mesma equipe publicou um trabalho na Nature em 2008, descrevendo a primeira evidência da presença de água nos cristais vulcânicos trazidos pelas missões Apolo.

“O essencial é que em 2008 dissemos que o conteúdo primitivo de água no magma lunar deveria ser similar à água contida na lava proveniente da drenagem do manto superior da Terra”, disse o co-autor do estudo, Alberto Saal.

“Agora, provamos que este é o caso”, acrescentou.

Enquanto as descobertas corroboram a teoria longamente sustentada de que a Lua e a Terra têm origens comuns, também lançam dúvidas sobre a crença de que a Lua pode ter se formado após um desprendimento da Terra, perdendo boa parte de sua umidade neste processo de alta temperatura.

Segundo esta teoria, de “enorme impacto” nos anos 1970, a Lua se formou depois que o nosso planeta colidiu com uma rocha espacial ou planeta 4,5 bilhões de anos atrás.

“Esta nova pesquisa revela que aspectos desta teoria devem ser reavaliados”, destacou o estudo.

As descobertas também levantam interrogações sobre as teorias que afirmam que o gelo encontrado nas crateras dos polos lunares pode ser resultante do impacto de meteoros, sugerindo que parte do mesmo pode ter provindo da erupção de magmas lunares.

A agência espacial americana (Nasa) anunciou, em 2009, que duas naves enviadas à Lua para colidir com a superfície do satélite descobriram pela primeira vez água congelada, uma revelação considerada um enorme passo adiante na exploração espacial. (Fonte: G1)- AMBIENTE BRASIL

BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

LIMPA BRASIL! LET'S DO IT ACONTECERÁ DIA 05 DE JUNHO NO RIO DE JANEIRO - PARTICIPE !!!



Rio de Janeiro será a primeira cidade a receber o mutirão de coleta de lixo Limpa Brasil Let’s do it!

O Rio de Janeiro será a primeira das sete cidades brasileiras a receber o Limpa Brasil Let´s do it!, movimento mundial de mobilização social voltado para o envolvimento da sociedade no recolhimento dos resíduos sólidos descartados.

O primeiro mutirão de limpeza na cidade ocorrerá no dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, e a expectativa é reunir cerca de 50 mil voluntários, entre coordenadores, catadores e supervisores. Os interessados devem se inscrever no site do projeto.

Na capital fluminense, 18 ecopontos, que estão espalhados por todas as regiões da cidade, funcionarão entre 9h e 17h, recebendo o lixo recolhido pela população. As tendas serão instaladas em lugares onde já atuam organizações não governamentais (ONGs) que trabalham na defesa do meio ambiente.

Três dias antes do movimento, os inscritos poderão participar de oficinas de capacitação, nas quais aprenderão métodos de recolhimento do material reciclável.

O coordenador nacional de Logística do Limpa Brasil, Tião Santos, acredita que, como até 2016, o Rio de Janeiro será a porta de entrada do Brasil, com dois grandes eventos esportivos (Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016) e um sobre desenvolvimento sustentável (Rio+20, Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável), a população carioca deve receber noções de educação ambiental.

“Eu acho que tem que começar a dar exemplo [o Rio de Janeiro]. Vamos receber pessoas de todos os lugares do mundo, a cidade vai estar com excesso de pessoas circulando, ou seja, consumindo e produzindo lixo e qual exemplo a gente dá com isso? Acho que o Rio de Janeiro tem que se preparar para não fazer feio”, disse Tião.

Nos próximos meses, Brasília, Campinas (SP), Guarulhos (SP), Goiânia, São Paulo e Belo Horizonte também participarão da iniciativa. (Fonte: Agência Brasil)

FAÇA SUA INSCRIÇÃO: COMO PARTICIPAR

SAIBA MAIS:

Quer participar do mutirão de limpeza?
Começa assim: entre os dias 1º e 3 de junho, retire o kit para o dia da ação, composto por dois sacos feitos com polietileno verde, 100% reciclável, fabricados pela Braskem, que serão utilizados como luva e recipiente para acondicionar todos os resíduos sólidos coletados. O material será distribuído em 32 agências do Banco do Brasil espalhadas pela cidade.

Na quinta-feira, 2 de junho, quem se inscreveu para trabalhar nos EcoPontos (tendas estruturadas com o apoio de associações de catadores e recicladores de resíduos sólidos, nas quais será recebido todo o lixo recolhido pela população) poderá participar de uma oficina de capacitação, na qual aprenderá sobre os métodos para recolhimento do material, os cuidados necessários e a utilização da ferramenta de mapeamento.
No dia 5 de junho, a partir das 9 horas e até às 17 horas, a capital carioca terá em funcionamento 18 EcoPontos. Nestes locais, o lixo reciclável será triado, sob a orientação de quem tira dessa atividade o seu sustento, depositado nas caçambas cedidas pela BrasilPET e encaminhado para as cooperativas de catadores. O restante dos rejeitos será recolhido pelo serviço de coleta da Prefeitura.

BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!