Se você e sua comunidade desejam resolver o problema de poluição e contaminação das águas de sua bacia hidrográfica, basta procurar o MINISTÉRIO PÚBLICO de sua Comarca e solicitar providências, através de uma "AÇÃO CIVIL PÚBLICA", contra os poluidores. Não tem custo algum e suas gerações futuras vão agradecer muito!

DIA DA TERRA 2014

DIA DA TERRA 2014
O que fizermos para o nosso PLANETA TERRA será sentido e colhido pelos nossos filhos, netos e bisnetos nas próximas décadas. Poderão ser ações destruidoras ou benéficas...lembrem-se que nossas ações serão cobradas ou valorizadas por nossas gerações futuras! <\b>

Seguidores do Blog SOS Rios do Brasil

12 de fevereiro de 2011

COMBATENDO OS ENTULHOS LANÇADOS EM CÓRREGOS E RIOS DE SP



Experiência da Sabesp pode ajudar a combater despejo de entulhos em rios e córregos 




Uma experiência inédita no setor de saneamento pode ajudar a combater os entulhos lançados em córregos e rios de São Paulo. 



A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) avaliou a utilização de agregados obtidos da reciclagem de resíduos de construção civil para fechamento de valas das obras da adutora Mutinga - Vila Iracema - que vai melhorar o abastecimento na região Oeste da Grande São Paulo. O material provém da Usina de Reciclagem de Entulho de Osasco (Ureosasco).

“Além da redução de 50% nos custos, o teste poderá levar a Sabesp a utilizar o material reciclado em maior escala, em especial em base para pavimentação, reduzindo os impactos ambientais em relação à extração de minérios, como a areia e brita", explica Marcelo Morgado, assessor de Meio Ambiente da presidência da Sabesp.

A iniciativa visa ainda à inovação nas técnicas aplicadas nas obras e colabora com o trabalho socioambiental da empresa, já que a reciclagem destes resíduos contribui com a ampliação da vida útil dos aterros.

A Sabesp também passou a exigir claramente em seus editais que as empreiteiras sigam a resolução Conama 307 referente à disposição de resíduos da construção civil. “Essas iniciativas da companhia criam condições para o surgimento de um novo mercado, estimulando a economia, gerando mão-de-obra e com significativos impactos a favor do meio ambiente”, diz Morgado.

Nos trabalhos foram utilizados 212 m³ de agregados leves de construção civil, com granulometria (distribuição de tamanho dos grãos) equivalente à da areia para o envelopamento do trecho de adutora e à da brita tipo 2 e bica corrida para a recomposição da pavimentação. Os materiais usados, analisados pelo laboratório Concremat durante todo o processo, foram originados de resíduos de concreto moído, peneirado e separado.

Em abril de 2010, após visita às instalações da Ureosasco, a Superintendência de Manutenção Estratégica (MM) da Sabesp enviou uma remessa de resíduos de obras da companhia para serem reciclados pela usina. A MM, setor da empresa de saneamento responsável pelos serviços de reparos e grandes intervenções, está conduzindo a experiência com o material obtido pela reciclagem.

O engenheiro da MM, Maurício Izidoro, coordenador dos testes, desenvolve sua tese de mestrado no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) voltada ao uso do material reciclado proveniente de resíduos de construção civil. "Estou confiante no potencial do agregado de entulho para sub-base de pavimentação. A disseminação do uso no confinamento de tubulações, porém, depende de rigorosa segregação do entulho que chega às usinas de reciclagem, para se evitar a presença de gesso, argila, cerâmicas e lixo. Para isto é preciso controle nas demolições e em todo processo", diz Izidoro. 

Fonte: Sabesp.

BLOG SOS RIOS DO BRASIL
ÁGUA - QUEM PENSA, CUIDA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo e deixe aqui seus comentários, idéias, sugestões, propostas e notícias de ações em defesa dos rios, que vc tomou conhecimento.
Seu comentário é muito importante para nosso trabalho!
Querendo uma resposta pessoal, deixe seu e-mail.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção comentar anônimo; mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS, geralmente de incompetentes e covardes, que só querem destruir o trabalho em benefício das comunidades FICAM PROIBIDOS NESTE BLOG.
No "COMENTAR COMO" clique no Nome/URL e coloque seu nome e cidade de origem. Obrigado
AJUDE A SALVAR OS NOSSOS RIOS E MARES!!!

E-mail: sosriosdobrasil@yahoo.com.br