Seguidores do Blog SOS Rios do Brasil

28 de outubro de 2009

A CRIAÇÃO DO SALMÃO NO BRASIL


Salmão

Por: Armando Urenha Jr. Foto/Ilustração: Kid/Ocelos Publicado em: 10/2009


Nome: Salmão

Nome científico: Salmonidae

Água doce ou salgada: Doce/ Salgada

Características: O salmão é um dos maiores representantes de sua família, que é a mesma das trutas. Normalmente, ele atinge cerca de 70 cm de comprimento e até 8 kg, quando adulto.

Seu corpo é delgado e bastante hidrodinâmico, com escamas de cor prateada brilhante e pequenas manchas arrendondadas em um tom de prata mais escuro no dorso. Possui uma poderosa cauda, importante nos períodos de reprodução.

Hábitos: A espécie nasce nas cabeceiras dos rios e, depois de um a cinco anos, parte para o oceano em busca de alimento. Na época do acasalamento, os exemplares retornam ao mesmo lugar onde nasceram para se reproduzir.

Por ser capaz de viajar entre a água salgada e a água doce, esse peixe recebe é classificado como diádromo. Como é nativo de água salgada e procria em água doce, o salmão é conhecido também como uma espécie anádroma.

Quando atinge sua maturidade sexual, entre três e quatro anos, o peixe chega a viajar mais de 1.500 km contra a correnteza dos rios para se reproduzir. À medida que se aproxima desse período, o macho sofre mudanças físicas. A cabeça se alonga e a mandíbula inferior fica curvada em forma de gancho.

A reprodução é feita em água doce – geralmente em águas de planalto frias e bem oxigenadas – e chega a durar quase uma hora. Tudo começa quando um casal se encontra no mesmo rio onde nasceu; ao formar um par, a fêmea libera os ovos sobre o ninho de pedras feito no fundo do rio para que o macho os fertilize. Cada fêmea põe entre 700 e 800 ovos por cada 500 gramas de seu peso. Isso gera em torno de 10.000 ovos, em média.

Os ovos mudam gradualmente do alaranjado para o vermelho e, após cerca de três meses de incubação, surgem os primeiros alevinos. Em um surto de crescimento, o peixinho alcança os 65 mm e ganha listras verticais que ajudam a se camuflar no seu habitat.

Conforme vão crescendo, os pequenos salmões começam a nadar em direção à desembocadura do rio. Nessa área, onde a água doce se mistura à água salgada, eles passam por uma série de transformações, que os tornam capazes de viver em alto mar: seu corpo se torna mais delgado e hidrodinâmico, as escamas ganham a cor prateada brilhante e a química de seu corpo se altera para permitir a vida em um ambiente com alta salinidade.

Uma vez no oceano, eles voltam a crescer rapidamente e, em um ano, retornarão ao rio onde nasceram para reescrever a história de seus ancestrais. Poucos salmões resistem à viagem de volta depois de procriarem. Exaustos pelos quilômetros percorridos rio acima, acabam morrendo. Aqueles que resistem, após um período de descanso no estuário do rio, nadam outra vez em direção ao oceano. No ano seguinte, farão essa viagem novamente para dar origem a mais uma geração de salmões.

Curiosidades: O salmão é um peixe branco, mas devido a um pigmento conhecido como astaxantina, sua carne fica de cor alaranjada. Essa substância é um carotenóide, um composto parecido ao caroteno, responsável pela cor vermelha dos tomates, pimentas, beterrabas e cenouras.

Esse pigmento vermelho é conseguido pela alimentação. As algas e os organismos unicelulares são ingeridos pelos camarões, que armazenam o pigmento no músculo ou na casca. Quando os camarões são ingeridos pelo salmão, eles também acumulam o pigmento nos seus tecidos adiposos, por não conseguirem se livrar da substância.

Mas, de qualquer forma, como sua dieta é muito variada, a carne pode sofrer algumas variações de tom, indo desde um cor-de-rosa suave a um vermelho vivo.

Onde encontrar: O salmão é um peixe de hábitos diurnos e águas frias, originário dos gelados Oceanos Atlântico Norte e Pacífico Sul. Pode viver tanto em água doce como em salgada, mas a maior parte das espécies habita o mar, apenas regressando aos rios onde nasceram apenas para desovar.

Como a espécie é muito procurada pelo sabor de sua carne, atualmente a produção em viveiros já responde pela maior parcela encontrada no mercado.

Nas águas frias do Chile e da Noruega, onde as condições para o desenvolvimento do peixe são ideais, estão os maiores criatórios, que funcionam em sistemas de tanques-rede. Essas criações são conduzidas obrigatoriamente em duas etapas, tentando imitar o que acontece na natureza: a primeira é a desova, feita em água doce; depois, os animais são transportados para o mar, onde engordam.

No Brasil, pela temperatura das águas litorâneas, uma criação nesses moldes não seria possível.
Dicas para fisgá-lo: Para fisgar a espécie, o pescador pode usar tanto a tralha de mosca como a formada por um molinete. No primeiro caso, são utilizados vários tipos de moscas, inclusive imitações de ovas; no segundo, as colheres e spinners são os preferidos.Fonte: Revista Pesca&Cia


CRIAÇÃO COMERCIAL DO SALMÃO


Domingo, 25/10/2009

O Globo Rural foi esclarecer se existe criação comercial desse peixe no Brasil. A dúvida veio através de um e-mail do seu João Miranda Santos, de Goiânia.

Fonte: Enviado pelo Colaborador: DR. EDMUNDO ROCHA - Site Camposdojordaocultura -Campos do Jordão - SP

INSTITUTO SOS RIOS DO BRASIL
Divulgando, Promovendo e Valorizando
quem defende as águas brasileiras!
ÁGUA - QUEM USA, CUIDA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo e deixe aqui seus comentários, idéias, sugestões, propostas e notícias de ações em defesa dos rios, que vc tomou conhecimento.
Seu comentário é muito importante para nosso trabalho!
Querendo uma resposta pessoal, deixe seu e-mail.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção comentar anônimo; mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS, geralmente de incompetentes e covardes, que só querem destruir o trabalho em benefício das comunidades FICAM PROIBIDOS NESTE BLOG.
No "COMENTAR COMO" clique no Nome/URL e coloque seu nome e cidade de origem. Obrigado
AJUDE A SALVAR OS NOSSOS RIOS E MARES!!!

E-mail: sosriosdobrasil@yahoo.com.br

Postar um comentário