Se você e sua comunidade desejam resolver o problema de poluição e contaminação das águas de sua bacia hidrográfica, basta procurar o MINISTÉRIO PÚBLICO de sua Comarca e solicitar providências, através de uma "AÇÃO CIVIL PÚBLICA", contra os poluidores. Não tem custo algum e suas gerações futuras vão agradecer muito!

VISITE SALVEMOS SAO CONRADO

VISITE SALVEMOS SAO CONRADO
VISITE, CONHEÇA E DIVULGUE A PÁGINA "SALVEMOS SÃO CONRADO", UM MODELO DE ATIVIDADE COMUNITÁRIA EM DEFESA DE SEUS RECURSOS NATURAIS, EM ESPECIAL DE SUA PRAIA E SUAS ÁGUAS - Clique no Banner - (Civilidade é o respeito pelas normas de convívio entre os membros duma sociedade organizada.)

Seguidores do Blog SOS Rios do Brasil

8 de abril de 2010

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PEDE EXPLICAÇÕES SOBRE ESTALEIRO DE EIKE BATISTA, EM BIGUAÇU (SC)


MPF/SC pede informações da Fatma sobre estaleiro de Eike Batista

Conforme análise do ICMBio, empreendimento é inviável

O Ministério Público Federal em Santa Catarina (MPF/SC) requisitou à Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) informações sobre as providências que o órgão ambiental tomará diante do parecer do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio/SC), que se posicionou contrário à implantação do estaleiro da empresa OSX, do empresário Eike Batista, em Biguaçu.

O ICMBio encaminhou à Fatma sua análise sobre o estudo de impacto ambiental (EIA) apresentado pelo empreendedor, concluindo que os danos ao meio ambiente provocados pelo empreendimento seriam permanentes e irreversíveis, além de não poderem ser atenuados por medidas mitigatórias e de compensação ambiental, o que inviabiliza por completo a instalação do estaleiro.

Conforme o documento do ICMBio, os impactos ambientais afetariam as áreas abrangidas pela Estação Ecológica de Carijós (ESEC Carijós), pela Área de Proteção Ambiental do Anhatomirim (APA do Anhatomirim) e pela Reserva Biológica Marinha do Arvoredo (REBIO Arvoredo), além de oferecerem riscos à fauna silvestre ameaçada de extinção e às atividades de pesca, extrativismo e maricultura no âmbito da APA do Anhatomirim e da Reserva Extrativista Marinha do Pirajubaé (Resex Pirajubaé).

Dentre os possíveis danos apontados pelo órgão ambiental federal, está o risco de contaminação da água marinha por derrame de óleo oriundo de acidentes com embarcações na região da APA do Anhatomirim, atingindo inclusive costões e áreas de praia.

Além disso, as ações de dragagem e deposição de sedimentos em obras como as da bacia de evolução e do berço de atracação do estaleiro alterariam a qualidade da água marinha, perturbando os mamíferos aquáticos, como os golfinhos, e afugentando e provocando a mortalidade da fauna aquática, bem como interfeririam nas áreas de maricultura, levando à realocação dos cultivos.

Outro problema apontado pelo ICMBio seria a erosão costeira, provocada pela alteração na altura das ondas, o que geraria danos a ecossistemas como estuários e manguezais que integram a área da Estação Ecológica de Carijós.

O procurador da República Eduardo Barragan deu prazo de cinco dias para que a Fatma encaminhe as informações requisitadas, bem como cópia dos procedimentos instaurados no órgão ambiental sobre o empreendimento.

Informe da Procuradoria da República em Santa Catarina, publicado pelo EcoDebate, 07/04/2010

SAIBA MAIS:

27 de Março, postamos:

DISPUTA JUDICIAL EM SC PARA LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTALEIRO DA OSX - BIGUAÇU - FLORIANÓPOLIS (SC)



INSTITUTO SOS RIOS DO BRASIL
Divulgando, Promovendo e Valorizando
quem defende as águas do Brasil!
ÁGUA - QUEM USA, CUIDA!

Um comentário:

  1. Responsabilidade de Quem?



    Tendo acompanhado em todas as reportagens, de todas as emissoras de notícias, o Leilão Eletrônico da Usina de Belo Monte no Pará e que durou pouco mais de 10 minutos, tempo esse que decidiu o futuro de morte de trilhões de seres vivos, eu, como cidadão brasileiro, levanto as perguntas, e exijo as respostas de nossos governantes;
    De quem é a responsabilidade pela extinção destes pequenos e grandes seres que fazem parte de nossas vidas compondo a fauna e a flora de Nosso Amado Brasil?
    Pelo que conheço de Lei, a matança de animais é crime inafiançável. Então como um Leilão deste tipo é reconhecido e permitido por um Governo com pessoas que trabalham em Ministérios que deveriam proteger e fazer cumprir as Leis de proteção da natureza e de todos os seres?
    Como esses representantes do povo passam por cima das próprias leis que criam e permitem que uma decisão arbitrária, sem consulta direta ao povo, em uma questão de tamanha importância referente ao futuro das vidas de todos os seres e dos brasileiros, fecham os seus olhos e permitem em apenas 10 minutos, esse total descaso pela vida?
    Até quando iremos permitir que pessoas que não tem consciência de vida planetária, tomem decisão por todos os demais usando o interesse econômico em detrimento ao da qualidade de vida.

    Porto Alegre, 20 de abril de 2010.

    Pedro Gomes Moreira

    ResponderExcluir

Seja bem vindo e deixe aqui seus comentários, idéias, sugestões, propostas e notícias de ações em defesa dos rios, que vc tomou conhecimento.
Seu comentário é muito importante para nosso trabalho!
Querendo uma resposta pessoal, deixe seu e-mail.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção comentar anônimo; mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS, geralmente de incompetentes e covardes, que só querem destruir o trabalho em benefício das comunidades FICAM PROIBIDOS NESTE BLOG.
No "COMENTAR COMO" clique no Nome/URL e coloque seu nome e cidade de origem. Obrigado
AJUDE A SALVAR OS NOSSOS RIOS E MARES!!!

E-mail: sosriosdobrasil@yahoo.com.br